terça-feira, 22 de maio de 2018

PRIORIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR
Seis prioridades de ação da Biblioteca Escolar 
do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca 
para os próximos dois anos...

Biblioteca Escolar

sexta-feira, 18 de maio de 2018


Entrega dos prémios 
do Concurso de Leitura
Os alunos que conseguiram melhor desempenho no Concurso de Leitura receberam os respetivos prémios, no decorrer de uma sessão realizada no âmbito da programação da Feira do Livro do Município.
A sessão – que constituiu uma festa do livro e da leitura – contou com a presença dos galardoados e de vários familiares e ainda de Manuel Soares Alves, Subdiretor do Agrupamento de Escolas, e de Maria José Gonçalves, Vereadora da Educação e da Cultura da Câmara Municipal, entidade que patrocinou os prémios.
Nas suas intervenções, ambos enalteceram a colaboração existente entre a Autarquia e o Agrupamento e sublinharam a importância da leitura e o trabalho que está a ser desenvolvido nesta área, mobilizando, de uma forma articulada, professores, bibliotecas escolares e municipal e ainda as famílias.
Neste contexto, foi ainda aplaudido o excelente desempenho que o Agrupamento havia conseguido na véspera, em Vila Nova de Cerveira, na fase intermunicipal CIM Alto Minho da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura, prestigiando o concelho de Ponte da Barca e o trabalho que aqui se leva a cabo, dia a dia.
Turma E da EPE da EB Diogo Bernardes
Turma C da EPE da EB Diogo Bernardes
Turma B da EPE da EB de Crasto
Turma A da EPE da EB de Entre Ambos-os-Rios
Pódio do 1.º Ciclo: Maria Rego, Paula da Silva e Sara Lopes
Pódio do 2.º Ciclo: Rodrigo Lobo, Inês Pereira e Lourenço Pena
Pódio do 3.º Ciclo: José Pedro Cerqueira (recebeu a mãe),
Maria Cerqueira (recebeu a mãe) e Guilherme Afonso 
Pódio do Secundário: Sara Arezes, Rúben Lima e Inês Costa
Eis a listagem global dos premiados:
CONCURSO DE LEITURA
Educação Pré-escolar
1.º lugar
ex aequo
Turma A da Escola Básica de Entre Ambos-os-Rios
Turma B da Escola Básica de Crasto
Turma C da Escola Básica Diogo Bernardes
Turma E da Escola Básica Diogo Bernardes
1.º Ciclo
1.º lugar
Maria Rodrigues Pereira Rego - 3.º A, EB Diogo Bernardes
2.º lugar
Paula Esteves Rodrigues da Silva - 3.º A, EB Diogo Bernardes
3.º lugar
Sara Sousa Lopes - 4.º A, EB Diogo Bernardes
2.º Ciclo
1.º lugar
Rodrigo Lobo - 6º C, EB Diogo Bernardes
2.º lugar
Inês Calheiros Pereira - 6º A, EB Diogo Bernardes
3.º lugar
Lourenço C. dos Santos Pena - 6º B, EB Diogo Bernardes
3.º Ciclo
1.º lugar
José Pedro Gomes Cerqueira - 7.º B, Escola Secundária
2.º lugar
Maria João Garcia Cerqueira - 8.º E, Escola Secundária
3.º lugar
Guilherme Fidalgo Afonso - 7.º D, Escola Secundária
Secundário
1.º lugar
Sara Raquel Araújo Arezes - 11.º B, Escola Secundária
2.º lugar
Rúben Beito Lima - 12.º B, Escola Secundária
3.º lugar
Inês Barbosa Costa - 11.º B, Escola Secundária

Parabéns a todos os premiados e a todos quantos participaram no Concurso de Leitura, porque, de facto, participar já é uma vitória…
Biblioteca Escolar

quinta-feira, 17 de maio de 2018


Agrupamento de Escolas brilha
na fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura
Comitiva barquense à chegada a Ponte da Barca, depois de um dia intenso.
Da esquerda para a direita: Carlota Rego, José Pedro Cerqueira, 
Maria Rego e Rodrigo Lobo.

O Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca teve uma participação altamente meritória na fase Intermunicipal – CIM Alto Minho da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.
A prova – que mobilizou alunos dos 10 concelhos do Alto Minho – realizou-se em Vila Nova de Cerveira, esta quinta-feira, e Ponte da Barca fez-se representar nos quatro escalões a concurso: Maria Rodrigues Pereira Rego (1.º ciclo), Rodrigo Ribeiro de Faria Pimentel Lobo (2.º ciclo), José Pedro Gomes Cerqueira (3.º ciclo) e Carlota Barros Rego (Secundário).
O desempenho da comitiva barquense esteve ao mais alto nível, tendo conseguido chegar à final nos três primeiros escalões.
No 3.º ciclo, o concorrente José Pedro Gomes Cerqueira acabaria mesmo por conquistar o primeiro lugar, cabendo-lhe agora a responsabilidade e a honra de representar a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho na final nacional, que se realiza a 10 de junho, em Pombal.
Com um lugar no pódio ficou também a Maria Rodrigues Pereira Rego, que conseguiu a terceira posição no escalão dos mais novos.
Esta foi mais uma experiência muito enriquecedora, com a delegação de Ponte da Barca a prestigiar o concelho e a qualidade do trabalho que aqui se desenvolve, afirmando uma tendência consistente.
Parabéns, portanto, aos alunos, aos professores e à aposta do Agrupamento na promoção das literacias, nomeadamente a literacia da leitura, e ainda às famílias, que constituem um pilar fundamental neste desígnio estratégico.
Prof. Luís Arezes (Biblioteca Escolar)

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Cidadania Digital e Notícias Falsas
O grande desafio de uma sociedade democrática é o da cidadania, é o desígnio da formação de cidadãos lúcidos, críticos e responsáveis, capazes de discernir, com sabedoria, as luzes e as sombras dos tempos em que vivemos.
No caso dos media e das TIC, impõe-se a cidadania/ literacia digital! Uma área em que a família e a escola são chamadas a desempenhar um papel central, ajudando as gerações mais novas a “distinguir entre facto e opinião, entre notícia e publicidade”, a estar atentas e a saber confrontar, avaliar, selecionar apenas o que é bom, o que tem qualidade, enviando para a reciclagem tudo aquilo que não passa de lixo, no fundo, a “saber ler criticamente os media”.
A questão vai muito para além da problemática manipulatória e perigosa das chamadas “notícias falsas”. A cidadania digital é, acima de tudo, um imperativo ético e uma exigência da democracia.
Vale a pena ver, ouvir este vídeo e pensar...

E ainda ler este texto sobre "Cidadania Digital e Notícias Falsas"...
Biblioteca Escolar



Agrupamento de Escolas participa 
no Concurso Nacional de Leitura
Realiza-se, esta quinta-feira, em Vila Nova de Cerveira, a fase Intermunicipal – CIM da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.
O Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca, à semelhança do que vem acontecendo desde a primeira hora, marca presença nesta atividade, em que, aliás, já conquistou a vitória por mais do que uma vez.
A comitiva barquense faz-se representar nos quatro escalões, sendo constituída pelas seguintes alunas: Maria Rodrigues Pereira Rego (1.º ciclo), Rodrigo Lobo (2.º ciclo), José Pedro Gomes Cerqueira (3.º ciclo) e Carlota Barros Rego (Secundário).
A Organização

quarta-feira, 9 de maio de 2018


À conversa com... Jaime Ferreri
A leitura ajuda-nos a sermos livres
A paixão pelo livro e pela leitura e o fascínio da escrita estiveram no centro de uma conversa que Jaime Ferreri manteve com alunos dos 8.º e 9.º anos da Escola Secundária de Ponte da Barca.

Num registo informal, o encenador, diretor de atores e escritor deu largas à sua veia de contador de histórias, convocando os participantes para a importância da leitura, porque – afirmou – se não tivesse lido como li, nunca teria conseguido escrever como escrevo.
Antes de ser escritor, fui leitor, leitor viciado, num tempo em que quase não havia bibliotecas, salvo a itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi nesse tempo que descobri Virgil Georgiu, um escritor grego a quem me agarrei, aprendendo para a vida o gosto pela leitura, a tal ponto que posso afirmar que tudo o que sou devo-o aos livros.
Partilhando a sua experiência com os alunos, desafiou-os a também explorarem os caminhos da leitura, porque – defendeu com convicção – a leitura ajuda-nos a sermos melhores, a sermos livres, isto é, a sabermos fazer, a sabermo-nos defender, a conseguirmos exprimir-nos, a sermos capazes de satisfazer as nossas necessidades básicas, sem precisarmos de tutores ou de solicitadores. Em suma, a leitura está na origem de tudo o que é importante, insistiu o convidado.

Numa viagem pelo imaginário popular, pelos penedos da Fonte Santa e da Moura Encantada, Jaime Ferreri convidou ainda os alunos a apurarem o seu espírito crítico e a treinarem a arte de saborear as palavras e a sua musicalidade, porque o sabor é um dos sentidos mais refinados.
Outro momento que despertou grande interesse prendeu-se com a partilha do seu percurso de vida, com o esforço e trabalho a que teve de se entregar para conseguir estudar e valorizar-se pessoal e profissionalmente, e com as suas memórias da guerra colonial, pelo que – concluiu – no meio de todas as dificuldades podemos sempre fazer coisas fantásticas.
A terminar, Jaime Ferreri não poderia ter sido mais direto e assertivo na mensagem que deixou aos jovens estudantes: A melhor coisa que podemos ter na vida é a ilusão, não é o dinheiro. Por isso, leiam, viajem por mundos imaginários, interajam com personagens e com vivências ficcionadas. Nunca tenham inveja de ninguém, nem fiquem de mal convosco. E cada um siga o seu caminho, porque somos únicos, como eu não há ninguém!
Recorde-se que Jaime Ferreri é autor de vários títulos, nomeadamente, “O cabrito montês” (novela), “Fizeram de mim soldado”, “Os homens também hibernam”, “A minha filha Inês” (romance), e ainda “Crónicas (Des)alinhadas” e “Pecúlio” (poesia).
No próximo dia 18 de maio, é apresentada na Feira do Livro de Ponte da Barca a sua mais recente obra, “O Suco das Palavras” (contos).  
A Organização   

sábado, 28 de abril de 2018


LER É SABER +
Ler é saber +, é alargar horizontes, sonhar mundos possíveis, é dar largas à imaginação.
Sob a orientação da professora de Português, Rosa Maria Arezes, o 8.º E gosta de trilhar os caminhos da leitura e, nestes breves depoimentos, 11 alunos optaram por partilhar a sua experiência à volta de cinco livros.
Sim, porque “Ler é saber +”, ler é um prazer!

A Filha da Minha Melhor Amiga, de Dorothy Koomson
Este livro conta-nos a história de Adele Brannon e Kamryn Matika, melhores amigas desde os tempos da faculdade. Porém, uma traição entre Adele e o noivo de Kamryn destrói o relacionamento entre os três.
A certa altura, Adele vê-se obrigada a confessar que a sua filha de três anos, Tegan, é fruto de um caso de uma noite com Nate, o noivo de Kamryn.
Dois anos depois, Adele, com uma doença terminal, pede a Kamryn que adote a sua filha. Após muita ponderação, ela decide tornar-se tutora legal de Tegan e vai buscá-la. Posteriormente, decide encetar os procedimentos para adotar Tegan. Para isso, precisa de obter a autorização do único progenitor vivo. Será que consegue?
Gostámos muito de ler este livro, porque é cativante e aborda temas muito importantes, tais como maturidade, a amizade, a traição, a morte e o perdão.
Inês Amorim Rêgo e Maria João Alpoim Garcia Cerqueira

O meu pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos



É um dos livros mais bonitos que já lemos. A mensagem que transmite deixa-nos, tantas vezes, de lágrimas nos olhos.
A título de motivação, registamos uma das frases que mais nos marcou: “Você precisa de saber que o coração da gente tem que ser muito grande e saber tudo o que a gente gosta”.
Maria Gusmão e Tiago Pereira








Corações em Silêncio, de Nicholas Sparks




Corações em Silêncio é um livro que nos fala de um bombeiro que arrisca a sua vida pelo próximo: “Coragem de bombeiro”. Em várias circunstâncias é também levado a pôr à prova um outro tipo de coragem que, até então, desconhecia: “Coragem do amor”.
É uma obra muito motivadora, que recomendamos!
Joana Fernandes e Maria Gomes








Star Wars – Herdeiro do Império, de Timothy Zahn


Star Wars é uma trilogia de leitura divertida, onde pomos constantemente à prova a nossa imaginação.
Adorámos este livro, porque se baseia em guerras galáticas e em batalhas Jedi.
As frases que mais nos marcaram pela mensagem que encerram são: “Você não pode impedir a mudança, assim como não pode impedir que os sóis se ponham” e “Que a força esteja com você!”.
Ricardo Freitas e José Esteves







Os filhos da droga, de Christiane F.

Gostámos deste livro, porque demonstra como a juventude é uma fase difícil da nossa vida e como somos facilmente influenciados.
Relata a história de uma adolescente sensível e inteligente que, depois de ter fumado o primeiro cigarro, entra no mundo da droga. Para alimentar o vício, prostitui-se. Passa a usar drogas pesadas, o que a leva a viver situações degradantes e humilhantes para o ser humano.
É um alerta para todos os jovens.
                            Maria Beatriz, 
Sara Beatriz 
e Márcia Moreira